top of page

Quais são os benefícios dos alimentos orgânicos?

Confira neste artigo os principais benefícios do consumo de alimentos orgânicos para sua saúde, para a sociedade e para o meio ambiente!

É bem provável que você já tenha percebido que os alimentos orgânicos estão cada vez mais presentes na mesa dos brasileiros. Feiras especializadas em produtos orgânicos têm se espalhado pelas cidades, supermercados e hortifrutis estão dedicando espaços maiores para esses alimentos, e já há restaurantes cujos cardápios são elaborados apenas com ingredientes orgânicos.


Segundo uma pesquisa de 2019 do Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis), um em cada cinco entrevistados respondeu que havia consumido produtos orgânicos nos 30 dias anteriores à entrevista, principalmente frutas e verduras. No entanto, a pesquisa também aponta que muitas pessoas ainda têm dúvidas quanto às vantagens dos orgânicos em relação aos produtos tradicionais.


Neste artigo, vamos apresentar os principais benefícios do consumo de alimentos orgânicos, não só para a sua saúde e de sua família, mas também para a sociedade e para o meio ambiente. Você vai ver que optar pelo consumo de orgânicos vale muito a pena. Confira!


Benefícios dos alimentos orgânicos para o meio ambiente


No Brasil, a produção orgânica é regulamentada pela Lei no 10.831/2003. Ela define que os produtos orgânicos são aqueles produzidos por meio de um processo sustentável e não prejudicial ao ecossistema local, considerando a preservação ou incremento da biodiversidade, o uso saudável do solo, da água e do ar e a reciclagem de resíduos de origem orgânica, dentre outros aspectos.


Dessa forma, ao optar pelo consumo de alimentos orgânicos, você está incentivando o desenvolvimento de um processo produtivo que preza pela sustentabilidade, baseado exclusivamente em práticas ecológicas. Com isso, ajuda a preservar a fauna e a flora locais, bem como o solo e os recursos naturais.


Um caso que tem se tornado famoso é o da possível extinção das abelhas. Segundo alguns estudos, elas estariam ficando viciadas em agrotóxicos, o que as levaria à morte. Há evidências científicas de que várias regiões do Brasil já têm experimentado eventos de mortalidade em massa desses insetos, tão importantes para a polinização de frutas e vegetais. Se esta notícia lhe assustou, saiba que incentivar a produção orgânica é uma das formas de ajudá-las!


Benefícios dos alimentos orgânicos para a saúde


A Lei dos Orgânicos também especifica que os produtos devem ser isentos de contaminantes intencionais, ou seja, não podem ser utilizados agrotóxicos, pesticidas, hormônios, drogas veterinárias, adubos químicos, antibióticos ou transgênicos em nenhuma das fases de produção. Muitas dessas substâncias estão associadas a uma série de doenças em humanos, tanto na exposição direta quanto pela absorção indireta por meio da ingestão de alimentos.


Um exemplo de substância tóxica que praticamente não é encontrada em alimentos orgânicos são os pesticidas, cuja exposição é associada a uma série de problemas de saúde graves, como aumento no risco de desenvolvimento de alguns tipos de câncer e atraso no desenvolvimento infantil, dentre vários outros. Dessa forma, ao optar por consumir apenas produtos orgânicos você reduz bastante a ingestão de substâncias tóxicas com potenciais efeitos nocivos à sua saúde.


Além disso, há algumas evidências de que os alimentos produzidos em sistemas orgânicos têm maior concentração de nutrientes. Como exemplos, podemos citar uma meta-análise publicada no British Journal of Nutrition, que encontrou uma maior concentração de antioxidantes nos alimentos produzidos de forma orgânica; e um artigo de pesquisadores da Universidade Federal do Ceará que também encontra maiores concentrações de vitamina C em tomates orgânicos.


Benefícios dos alimentos orgânicos para a sociedade


Outros aspectos importantes dos sistemas de produção orgânicos, também estabelecidos na Lei no 10.831/2003, são o incentivo à integração entre os diferentes segmentos de sua cadeia produtiva e de consumo, e a regionalização de sua produção e comércio, com o estímulo da relação direta entre o produtor e o consumidor final.


Esse incentivo à integração e regionalização visa garantir bem-estar e condições econômicas justas para os trabalhadores e produtores rurais, em especial àqueles da agricultura familiar (como mostra um artigo sobre a Chapada da Ibiapaba, no Ceará). Com isso, os benefícios sociais gerados pela atividade econômica agrícola são mais bem distribuídos por toda a comunidade.


É importante destacar ainda que os processos produtivos orgânicos também devem considerar o respeito à integridade cultural das comunidades rurais, inclusive seus valores históricos. Isso garante a inclusão de produtores cuja relação com a produção agrícola ultrapassa a dimensão meramente econômica, tendo um aspecto simbólico muito importante, e cujo manejo muitas vezes não se adequa à lógica produtiva industrial.


Como você pode perceber, o consumo de alimentos orgânicos tem diversos benefícios, tanto para a sua saúde quanto para a preservação do meio ambiente, além de apoiar o objetivo maior de uma sociedade mais justa e equilibrada. Por isso, nós do Oby tomamos a decisão de utilizar, sempre que possível, apenas produtos orgânicos em nossos pratos.


Quer saber mais sobre a origem de nossos insumos, e quanto de nossos ingredientes são orgânicos? Então confira a seção de Orgânicos do nosso site, ou entre em contato conosco. Ficaremos felizes em responder às suas dúvidas!

Comments


bottom of page